Planejamento trabalhista: veja como fazer na sua empresa!

Como fazer o planejamento trabalhista da minha empresa? Entenda aqui

A prevenção de problemas jurídicos é uma das melhores maneiras de fazer com que a empresa cresça de maneira organizada, saudável e sem correr grandes riscos. Seja qual for o tamanho do seu negócio, o planejamento trabalhista é essencial para organizar a folha de pagamento, adequar as condutas da empresa e evitar futuros litígios.

Está curioso para saber como planejar a área trabalhista da sua empresa? Confira o nosso texto e aprenda mais sobre o assunto!

O que é o planejamento trabalhista?

O planejamento trabalhista faz parte da organização estratégica das empresas e devem ser aplicados em qualquer modelo de negócio. Aliás, quanto mais cedo você começar, mais rápido colherá os frutos por manter uma dinâmica adequada, com o fluxo de caixa controlado e uma rede de funcionários satisfeitos.

Quais são os benefícios do planejamento trabalhista?

Investir no planejamento trabalhista impacta de forma positiva, principalmente, a saúde financeira do seu negócio. Isso porque reclamações trabalhistas fora do controle criam um passivo desnecessário e descontrolam o fluxo de caixa em qualquer empresa.

Por mero desconhecimento legal ou por tentar centralizar todas as responsabilidades em si, os empresários podem cometer erros que descumprem a CLT, sem perceberem que a chave para qualquer sucesso é o planejamento.

Não é incomum encontrarmos empresas que não planejam corretamente as contratações e demissões, que não montam uma escala de férias ou que sequer controlam a jornada de trabalho de seus empregados. Além do prejuízo financeiro que uma ou várias condenações podem causar, esses ambientes descontrolados quase sempre são improdutivos e apresentam uma alta rotatividade de mão de obra.

Portanto, investir em planejamento trabalhista vai além de prevenir futuros litígios no judiciário, também serve para evitar desperdício tanto de dinheiro quanto de mão de obra, bem como aumentar a produtividade e permitir que o empresário possa focar no desenvolvimento do seu negócio.

Como fazer o planejamento trabalhista na sua empresa?

A melhor forma de fazer o planejamento trabalhista depende das necessidades e especificidades de cada empresa. Porém, listamos nos tópicos abaixo algumas dicas que vão ajudar seu negócio.

Torne a hora extra uma exceção

Se sua empresa gasta muito com hora extra, pode ter algo de errado na maneira que seus funcionários estão trabalhando. Vale a pena acompanhar mais de perto por qual motivo eles não estão conseguindo finalizar as tarefas dentro da jornada de trabalho. É realmente excesso de demanda ou apenas procrastinação?

Você sabia que o brasileiro gasta 1 hora por dia nas redes sociais durante o expediente? Portanto, uma das alternativas é bloquear o acesso a sites que possam minar a concentração e diminuir a produtividades dos empregados.

Agora, se você constatar que o excesso de horas extraordinárias é realmente por conta do aumento da demanda, então talvez seja hora de aumentar a equipe.

Avalie o que pode ser terceirizado

A reforma trabalhista trouxe inovações importantes para que os empresários possam diminuir os gastos com a folha de pagamento. Entre eles, a ampliação das possibilidades de terceirização, incluindo as atividades-fim e a flexibilização para a contratação de autônomos.

Você precisa realmente que todos seus funcionários sejam contratados pelo regime da CLT diretamente pela sua empresa? A atividade da sua empresa apresenta alguma sazonalidade, como é o caso do comércio? Ou da prestação de serviços estéticos? Se as respostas forem positivas, talvez seja interessante aproveitar as oportunidades concedidas pela legislação e mudar a maneira como você tem delegado as tarefas.

Respeite a legislação trabalhista

Pode parecer uma dica boba, mas muitos empresários ainda não perceberam o impacto que o descumprimento da legislação trabalhista pode acarretar para a saúde financeira do seu negócio.

Lembre-se de que seguir o caminho da lei é sempre mais correto e prudente, principalmente se pensarmos na sustentabilidade do negócio em longo prazo. Se você acha que não tem recursos para contratar no regime da CLT, por exemplo, busque outras saídas, como a que citamos no tópico anterior.

Tenha uma assessoria jurídica especializada

Para ter certeza de que não está cometendo nenhum erro, o mais prudente é contar com uma assessoria especializada para a realização do seu planejamento trabalhista. Isso porque profissionais que entendem sobre o assunto e conhecem não apenas a CLT, mas também as convenções e acordos coletivos, além dos entendimentos jurisprudenciais, são capazes de poupar horas de pesquisa que o empresário deveria usar para desenvolver seu negócio.

Portanto, o planejamento trabalhista deve ser encarado como um investimento, e não apenas como uma despesa. Ao evitar prejuízos, a empresa pode utilizar esse dinheiro para investir em estratégias de marketing, fazer contratações ou até mesmo garantir um bônus para os empregados.

Gostou do nosso texto? Compartilhe em suas redes sociais e aproveite para trocar ideias com seus amigos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat