capital social da startup

O que significa integralizar o capital social da startup?

Quando você vai abrir qualquer uma startup, franquia ou mesmo um negócio tradicional, é preciso realizar um investimento inicial. Esse valor bruto, necessário para o início das suas atividades, é conhecido como capital social. No caso de abrir uma startup, é preciso que você declare o capital social subscrito da empresa, ou seja, justamente o investimento inicial.

Porém, é importante que o dinheiro esteja realmente disponível para que você inicie as atividades e cumpra com os compromissos iniciais. Isso é o que se chama de integralizar o capital social da startup. Quer descobrir como esse processo funciona e qual a melhor forma de integralizar o seu capital social? Leia e descubra!

Qual a importância do capital social da startup?

Como você já pôde perceber, integralizar o capital social é essencial para que a ideia da sua startup efetivamente saia do papel. No entanto, existe uma outra importância desse investimento: a definição da sociedade.

Muitas startups não são negócios de apenas um dono, sendo constituídas de uma sociedade. A parte que cada um dos sócios possui da empresa vem exatamente do valor de investimento de cada membro de acordo com o capital social total. Portanto, se um dos sócios entra com 40% do capital social, enquanto o outro investe 60% do total, sendo que a porcentagem da empresa que pertence a cada um dos sócios depende da porcentagem investida.

Como integralizar?

Quando você pensa na realidade da startup, é capaz de perceber que muitas são abertas por jovens, recém-formados, com pouco capital disponível para investimento, mas cheios de ideias inovadoras. E nesse caso, como integralizar o capital social da startup sem perder todos os direitos à empresa?

É possível integralizar o capital social da startup sem utilizar o seu próprio dinheiro, por meio de bens como carro ou imóvel, por exemplo. Além disso, ceder um espaço físico para a instalação da nova empresa também é um forma de integralizar o capital social sem utilizar esse dinheiro.

Uma outra forma de realizar a integração é por meio da cessão de propriedade intelectual. Isso significa que você pode ceder uma ideia, produto, software ou outro tipo de propriedade intelectual para a empresa, sendo que esta passa a fazer parte do capital social da sua startup.

Quais os cuidados necessários?

Na hora de integralizar o capital social, é importante tomar alguns cuidados. Em primeiro lugar, o capital social declarado deve ser igual ao efetivamente necessário para a abertura da empresa, não podendo ser menor ou maior do que o real. Para avaliar o valor, é importante que você conte com pessoas especializadas, capazes de ajudar nos cálculos do valor do capital social.

Também é importante deixar claro no Contrato Social da empresa que o capital social está integralizado e guardar os comprovantes de transferência bancária, como forma de garantia.

Integralizar o capital social da startup é essencial para que a sua ideia saia do papel e para a viabilidade do empreendimento nos primeiros meses de funcionamento. Portanto, tome cuidado na hora de fazer os cálculos e busque por alternativas nas quais você não precise fazer grandes empréstimos para integralizar esse valor.

E se você gostou do artigo, aproveite para assinar a nossa newsletter agora mesmo e ficar sempre por dentro das atualizações do nosso blog!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shares